Home » Notícias da Diocese » Jesus Bom Samaritano » Programação religiosa reúne devotos de Santa Edwiges

Programação religiosa reúne devotos de Santa Edwiges

Considerada padroeira dos podres e endividados, a Santa é celebrada no dia 16 de outubro

Andor de Santa Edwiges na Capela dedicada a Santa em Macapá | Foto: Willian Valério – Pascom

| MACAPÁ (AP) | Por Pascom

Com o tema “Com Santa Edwiges, ser uma comunidade a serviço dos pobres” e o lema ” Perseverantes e bem unidos, partiam o pão com alegria e simplicidade de coração” (Atos 2, 46), os devotos de Santa Edwiges em Macapá realizam de 13 a 16 de outubro a programação religiosa em honra à santa considerada padroeira dos pobres e endividados.

Nas noites de 13 a 15 de outubro, às 19h, acontece a oração do terço, a recitação da novena e a celebração da Palavra. No sábado, 16, festa litúrgica em honra a Santa Edwiges, a celebração da missa será presidida pelo bispo diocesano de Macapá, dom Pedro José Conti, às 19h.

Após a missa solene, será realizado a venda de comidas típicas com o objetivo de angariar recursos para a manutenção da igreja. A capela fica localizada na Rodovia JK, n° 2711, Universidade. Todas as quintas-feiras, às 19h acontece a novena seguida de celebração liturgia para os devotos.

Em sua mensagem para Festividade, o pároco de Jesus Bom Samaritano, Joseph Kouadio (Pime) destacou que ” há mais de um ano vivemos apreensivos por causa da Covid-19, mas cheios de esperança de uma comunidade mais fervorosa e mais unida depois que tudo passar”. Para o pároco, “agora é tempo de esperança em Cristo Jesus e também nos outros. Somente dando as mãos, ajudando e servindo uns aos outros e perseverando na oração, na comunhão fraterna e na eucaristia é que caminharemos mais fortes, mais unidos e iremos mais longe”, disse.

Biografia

Santa Edwiges nasceu em berço de ouro, mas se tornou amiga dos pobres e dos endividados. Mãe de seis filhos, ela conheceu a vida de casada, de mãe e de religiosa. Foi canonizada apenas 24 anos após sua morte, tamanha foi a marca que ela deixou em seu tempo. Nascida em 1174 na Alemanha, filha de um duque e de uma duquesa, ela recebeu educação esmerada e sólida formação cristã.

Casou-se aos 12 anos com o príncipe de uma região da Polônia e cuidou da formação religiosa do marido e dos filhos. De seus seis filhos, dois morreram precocemente. Quando se casou, Edwiges recebeu uma fortuna como dote, mas não usou o dinheiro para si. Ela começou a ajudar os pobres e endividados, dando um novo destino a vidas que não tinham mais esperança.

Oração

Ó Santa Edwiges, vós que na terra fostes o amparo dos pobres, a ajuda dos desvalidos e o Socorro dos Endividados, e no Céu agora desfrutais do eterno prêmio da caridade que em vida praticastes, suplicante te peço que sejais a minha advogada, para que eu obtenha de Deus o auxílio de que urgentemente preciso: (fazer o pedido). Alcançai-me também a suprema graça da salvação eterna. Santa Edwiges, rogai por nós. Amém.

Diocese de Macapá
Pastoral da Comunicação
Contato: 98414-2731
Site: www.diocesedemacapa.com.br
Facebook: /diocesedemacapa
Instagram: @diocesedemacapa
(14/10/2021)

Comente

Seu email nao sera publicado. Campos marcados so obrigatorios *

*