Encontrão das Cebs: Roteiro do 4º encontro “Pilar da Ação Missionária” – Portal de Notícias da Diocese de Macapá
Home » Notícias da Diocese » Encontrão das Cebs: Roteiro do 4º encontro “Pilar da Ação Missionária”

Encontrão das Cebs: Roteiro do 4º encontro “Pilar da Ação Missionária”

| Macapá (AP) | Por Pascom/Cebs

Neste sábado, 21, a Equipe de Serviço de Animação para as Comunidades Eclesiais de Base (Cebs) da Diocese de Macapá disponibiliza o 4º roteiro do Encontrão das Cebs 2020 celebrado em casa e nas bases paroquiais. Junto com o roteiro, também está disponível o vídeo com breve reflexão do tema do 4º encontro que destaca o Pilar da Ação Missionária.

Confira abaixo o material preparado.

::>> Acesse os roteiros já publicados | Leia a Mensagem de Dom Pedro para o Encontrão | Baixe aqui o roteiro deste 4º Encontro em PDF

O material completo está disponível em formato de cartilha impressa e pode ser adquirido gratuitamente na Secretaria do Centro Diocesano de Pastorais da Diocese de Macapá.

4º Encontro: O PILAR DA AÇÃO MISSIONÁRIA “CHAMADOS A SERMOS MENSAGEIROS DE UM DEUS QUE É IRMÃO”

Preparar o ambiente: Pode se estender um pano no chão, sobre ele a Palavra de Deus, uma vela, e elementos que nos lembrem da missão em nossa realidade amazônica (ex.: sandálias, um barco, redes).

Animador/a: Sejamos todos/as bem vindos/as a esse nosso encontro em que refletiremos sobre o quartopilar de sustentação da comunidade/igreja/casa/lar.

Comentarista: Papa Francisco na sua Exortação Apostólica Pós Sinodal “Querida Amazônia” apresenta quatro grandes sonhos: “o social, o cultural, o ecológico, o eclesial”. Sonhos que, considerando a luz da tradição bíblica, são “reveladores da vontade de Deus!” (lembremos o sonho de José Mt. 1, 20-21). Com seus sonhos, Papa Francisco nos convida a SONHAR.

Leitor/a 1: No sonho eclesial está o de uma Igreja Missionária, cada vez mais comprometida com as causas do Evangelho, dos pobres e da casa comum. Que neste encontro sintamos novamente ressoar para nós o convite e o envio à missão, (chamados e enviados era o lema do mês vocacional), especialmente em nossa realidade de Amazônia urbana.

Animador/a: Iniciemos nosso encontro cantando:

O Senhor necessitou de braços para ajudar a ceifar a messe,

 eu ouvi seus apelos de amor, então respondi:

 aqui estou! Aqui estou!

  1. Eu vim para dizer que eu quero te seguir,

     eu quero viver com muito amor o que aprendi.

  • Eu vim para dizer que eu quero te ajudar,

     eu quero assumir a tua cruz e carregar.

  • Eu vim para dizer que eu vou profetizar,

eu quero ouvir a tua voz e propagar.

  1. Eu vim para dizer que eu vou te acompanhar,

e com meus irmãos um mundo novo edificar.

Animador/a: Em nome do Pai…

Todos: Amém.

Animador/a: O Deus que nos envia para implantar e fortalecer o seu Reino de amor no meio da humanidade e de modo especial na Amazônia, esteja no coração e na vida de cada um de nós.

Todos: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

Animador/a: Vamos conversar sobre o assunto: As Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil 2019–2023, no número 115, nos dizem:

Leitor/a 2: “A missão é intrínseca à fé cristã, pois ‘conhecer Jesus é o melhor presente que qualquer pessoa pode receber; tê-lo encontrado foi o melhor que ocorreu em nossas vidas, e fazê-lo conhecido com nossa palavra e obras é nossa alegria’. Precisamos perceber que, “se alguma coisa nos deve santamente inquietar e preocupar a nossa consciência, é que haja tantos irmãos nossos que vivem sem a força, a luz e a consolação da amizade com Jesus Cristo, sem uma comunidade de fé que os acolha, sem um horizonte de sentido e de vida”.

Animador/a: O que nos chama atenção nesse assunto? O que podemos dizer e sublinhar a esse respeito? (partilhar)

Animador/a: A nossa Assembleia Diocesana lembrou que a Ação Missionária se expressa no estado permanente de missão que permite o“Passar adiante, para anunciar o Evangelho a todas as cidades”( At 8,40), qual irradiação da experiência do amor gratuito e infinito de Deus.

Leitor 1: Para o pilar da ação missionária, sugeriu:

  • Revitalizar e fortalecer o COMIDI – Conselho Missionário Diocesano.
  • Criar o COMIPA – Conselho Missionário Paroquial – com o apoio dos padres e lideranças para animar, incentivar, acompanhar projetos missionários, favorecendo o ser Igreja em saída dentro de cada realidade, com atenção às periferias existenciais e aos conjuntos habitacionais.
  • Planejar, organizar e executar projetos missionários, sendo presença permanente junto às famílias, especialmente as mais afastadas da vida eclesial.

Animador/a: Tomamos consciência disso? O que podemos sugerir para que o nosso grupo, assuma a missionariedade?

Animador/a: Escutemos alguns trechos bíblicos que fundamentam  a ação missionária, qual dom e compromisso a sustentar nossa comunidade: Igreja/casa/lar. Aclamemos a Palavra com o canto:

“Fazei ressoar, ressoar”.

Fazei ressoar, ressoar, a Palavra de Deus em todo o lugar! (bis)

  1. Na cultura, na história, vamos expressar,

     levando a Palavra de Deus em todo o lugar, vamos lá!

  • Na cultura popular, vamos catequizar,

celebrando fé e vida em todo lugar. Vamos lá!

  • Jesus Cristo é a Palavra que Deus Pai proclamou.

Só Ele é o Caminho, a Verdade, a Vida e Amor, vamos lá.

Leitor/a 1: a referência bíblica de toda a vida comunitária é o texto dos Atos dos Apóstolos 2,42: “Eles eram perseverantes (…) na fração do pão e nas orações”.

Comentarista: Mateus no seu evangelho nos lembra como, antes de subir aos céus, Jesus envia seus discípulos em missão, para que a sua Palavra de Vida alcanse o mundo inteiro.

Leitor/a 2- Proclamação do Evangelho de Mateus(Leitura da bíblia de Mt 28,16-20)

Animador/a: Vamos refletir sobre a Palavra que ouvimos respondendo às seguintes perguntas:

1 – Por que o encontro com Jesus nos leva a ser missionários?

2 – Qual é a finalidade da missão?

3 – Por que Jesus permanece conosco no trabalho missionário?

(partilha das respostas, espontaneamente).

Animador/a: a partir das nossas reflexões e iluminados pela Palavra que acabamos de ouvir, vamos apresentar nossas orações comunitárias. Após cada oração, aclamaremos: “Obrigado, Senhor, por nos chamar a ser discípulos/as//missionários/as”.

Leitor/a 3. Pelo dom do nosso Batismo, fonte de toda vocação e missão…

  • Pelo dom da Palavra escrita na bíblia e na vida que sustenta as nossas CEBs na sua vida e missão…
  • Pelo dom do Pão, a Eucaristia, que fortalece o nosso caminhar na vida e que nos compromete com os pobres…
  • Por nos ter feito comunidades Eclesiais missionárias….

(Outras orações espontâneas).

Animador/a: Rezemos todos juntos a oração que Jesus rezou e nos ensinou a rezar.

Todos: Pai Nosso…

Animador/a: Rezemos: Senhor nosso Deus, dai-nos a graça de reconhecer em todos os povos os sinais da vossa presença; concedei também que, mais povos descubram a alegria de  se tornarem discípulos/missionários vossos, pela ação missionária e evangelizadora nossa que somos Igreja. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Todos: Amém.

Animador/a: O Senhor nos abençoe e nos guarde. Ele que é Pai, Filho e Espírito Santo.

Todos: Amém.

Comentarista: Com alegria cantemos o nosso ser missionários/as nesse chão.

1. Nesses campos, nessas matas
Nesses lagos e igarapés
Nesses rios, planaltos e serras
Planícies e vales, vão anunciar
No lombo de um belo cavalo, de barco
Ou canoa, de remo na proa atender teu chamar.

Sou missionário, sou povo de Deus
Sou índio, caboclo, mestiço fazendo da vida a missão
Aqui nesta grande tapera da Igreja Amazônica
Sou mensageiro de um Deus que é irmão
Ô, ô, ô, ô, ê, ê de um Deus que é irmão.

2. Jesus Cristo, nosso guia anima o nosso caminhar
Nos aponta o caminho certo e de braços abertos
Vem nos ensinar, que é preciso fazer opção
Pelo irmão peregrino que foi esquecido e por ele lutar.

3. A luta nesses nossos rios é de todo aquele que tombou
E a nossa missão se alimenta fazendo memória do seu pelejar
Que o sangue desses missionários lateje nas veias
Desta Igreja viva e inunde este altar.

4. Somos filhos da Igreja do norte, missionários desta região
Formamos a comunidade, nesta geografia que temos nas mãos
Aprendemos a ouvir a mensagem de um Deus que nos fala

na brisa, nas águas, nas flores, no chão.

Comente

Seu email nao sera publicado. Campos marcados so obrigatorios *

*