Abertura do I ERPJ tem acolhida, mística e cultura dos povos do AP e PA – Portal de Notícias da Diocese de Macapá
Home » I ERPJ N2 » Abertura do I ERPJ tem acolhida, mística e cultura dos povos do AP e PA

Abertura do I ERPJ tem acolhida, mística e cultura dos povos do AP e PA

Pastoral da Juventude mostra que “tudo está interligado” em sua missão.

Jovens durante momento de mística – (Foto: Jefferson Souza / Pascom)

| Por Jefferson Souza ( Pascom)|

A Pastoral da Juventude do Regional Norte 2 iniciou na noite desta quinta-feira, 12, no Centro de Pastoral e Cultura Dom José Maritano, em Macapá, a programação do I Encontro Regional da PJ (I ERPJ). Cerca de 300 jovens oriundos das arquidioceses, dioceses e prelazias que formam o regional participam do evento até domingo, 15.

Na abertura, o momento de espiritualidade ficou marcado pelo Ofício Divino da Juventude em um momento forte de mística com a leitura da Sagrada Escritura e reflexão realizada pelas lideranças da PJ. 

Com a  iluminação do texto bíblico do livro do Êxodo: “Tire as sandálias dos pés, porque o lugar onde você está pisando é solo sagrado” (cf. Ex 3, 5), os jovens puderam refletir sobre os principais desafios para a ação evangelizadora da PJ na Igreja na Amazônia.

O secretário regional da PJ Bruno Costa durante momento do Ofício Divino da Juventude – (Foto: Jefferson Souza / Pascom)

O secretário regional da PJ-Norte 2 Bruno Costa fez uma resumo do caminho percorrido pela pastoral nos últimos anos até chegar a realização do encontro regional que tem por objetivo fortalecer os grupos de base, principal instrumento da presença da PJ. 

“Rompemos com os centros e fomos até às nossas realidades”, disse o secretário explicando o caminho percorrido pela Pastoral da Juventude nos últimos eventos. Segundo ele, “diziam que era loucura a gente ir até Marabá (PA), era loucura a gente pensar em Óbidos (PA), disseram que mais loucura ainda era a gente reunir em Macapá (AP)”. 

“É em Macapá que a gente quer alargar a visão do Regional Norte 2”, disse Bruno. “É aqui, em comunhão, em coletivo junto às bases que a gente quer olhar para todos”, destacou. “Eis o tempo de revirar! Vamos revirar nossa Amazônia, vamos revirar nossa pastoral  e abraçarmos a nossa identidade!” motivou o secretário.

Bispo de Macapá Dom Pedro Conti fala aos participantes do IERPJ

Bispo de Macapá Dom Pedro Conti fala aos participantes do IERPJ – (Foto: Jefferson Souza/Pascom)

O bispo de Macapá Dom Pedro José Conti destacou que a juventude não é o futuro da Igreja ou da sociedade. Para dom Pedro os jovens são o presente. Segundo ele, “o presente significa o ‘hoje’, ‘atual’, não um presente para si, mas para oferecer, se doar”, explicou. 

Dom Pedro acolheu aos jovens manifestando a alegria da Diocese de Macapá em sediar o encontro regional.”Sejam todos bem-vindos, bem-vindas, aproveitando com alegria estes dias que estaremos juntos!”, disse.

A juventude presente na abertura ainda foi contemplada com uma apresentação cultural organizada pela Pastoral da Juventude de Macapá. Membros de grupos de base apresentaram um espetáculo musical mesclando teatro, música, dança e poesia destacando os principais elementos da cultura nortista, em especial do estado do Pará e Amapá.

Apresentação Cultural dos jovens da PJ Macapá – (Foto: Jefferson Souza / Pascom)

As tradições culturais dos estado foram representadas por personagens como os ribeirinhos e o caboclo amazônida. a fé também representada pela música, o Círio de Nazaré e as devoções populares que unem os estados. 

Sem deixar sua identidade, o espetáculo mostrou através de encenações e dança as lutas e o protagonismo da Pastoral da Juventude, seu compromisso com o combate à violência e o extermínio dos jovens, a crítica pela falta de oportunidades para juventude e a necessidade do cuidado com o meio-ambiente também foi recordado na apresentação.

Um Comentario

  1. Poderia me mandar o contato do Jefferson, sou da PJ e também estava gravando , gostaria de juntar as filmagens

Comente

Seu email nao sera publicado. Campos marcados so obrigatorios *

*