Encontrão das Ceb’s anima comunidades para missão diante dos novos desafios da realidade urbana – Portal de Notícias da Diocese de Macapá
Home » Notícias da Diocese » Encontrão das Ceb’s anima comunidades para missão diante dos novos desafios da realidade urbana

Encontrão das Ceb’s anima comunidades para missão diante dos novos desafios da realidade urbana

As principais reflexões do encontro foram realizadas à luz das novas diretrizes da CNBB e da XXII Assembleia Diocesana

Momento orante com Ofício Divino das Comunidades - (Foto: Jefferson Souza - Pascom Macapá)

Momento orante com Ofício Divino das Comunidades – (Foto: Jefferson Souza – Pascom Macapá)

| Por Jefferson Souza (Pascom), com colaboração de Márcia Fonseca (Pascom) |

A Diocese de Macapá realizou nos dias 23 e 24 de novembro o Encontrão das Ceb’s de 2019. Com o tema ‘Ceb’s à luz das DGAE e a preservação da casa comum’ e o lema ‘Eis que estou fazendo coisa nova…, ela já está brontando!’ (Is 43,19), o evento aconteceu no auditório do Centro de Cultura e Pastoral Dom José Maritano e recebeu animadores de comunidades para momentos de formação e reflexão da caminhada das Comunidades Eclesiais de Base. Clique aqui e confira fotos do evento.

Na edição deste ano, o Encontrão levou os participantes a renovarem o compromisso missionário orientados pelas Diretrizes Gerais da Ação Evangelização da Igreja no Brasil 2020-2023 e das propostas da XXIII Assembleia Diocesana, ocorrida de 15 a 17 deste mês. O assessor do setor Ceb’s da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (Cnbb), Celso Carias, e o bispo de Macapá, dom Pedro José Conti, participaram do Encontrão.

Bispo diocesano dom Pedro Conti fala aos participantes - (Foto: Jefferson Souza - Pascom Macapá)

Bispo diocesano dom Pedro Conti fala aos participantes – (Foto: Jefferson Souza – Pascom Macapá)

Na abertura, dom Pedro Conti declarou que “o assunto das comunidades é fundamental”. Segundo o bispo, “somos uma igreja a caminho, que abre também novos caminhos” e desta forma, “precisa saber enxergar o caminho certo”, disse. “Queremos ser uma Igreja que na medida do possível caminha junto”, frisou.

Dom Pedro destacou que as diretrizes gerais apresentam algumas novidades importantes para a reflexão das Ceb’s. O “Brasil cada vez mais urbano” é uma realidade atual cada vez mais significativa. “A cidade tem seu fascínio e atrai as pessoas”, afirmou.

 

Missionariedade

Para o bispo, outra “novidade” para as comunidades é o incentivo para saírem em missão. De acordo com dom Pedro, a motivação é para que as Ceb´s sejam também “comunidades eclesiais missionárias”, cada vez mais em saída como propõe o Papa Francisco.

Para o assessor do setor Ceb´s da CNBB, Celso Carias, convidado para palestrar no evento, o Encontrão “se trata da oportunidade de aprofundar e olhar com mais carinho para aquilo que a Igreja está percebendo para o caminho pastoral que é a vida em comunidades que se fazem missionárias dentro do contexto urbano”, disse.

Celso Carias destacou ainda que a distinção entre o ambiente rural e urbano está cada superado com a “mentalidade urbana” presente nas comunidades. Para Carias, “nosso grande desafio não é só do ponto de vista territorial, é também um desafio as periferias das cidades, a mentalidade urbana”.

Assessor do Setor Ceb's da CNBB Celso Carias - (Foto: Jefferson Souza)

Assessor do Setor Ceb’s da CNBB Celso Carias – (Foto: Jefferson Souza)

Segundo ele, é necessário “lidar, dialogar e poder perceber que a questão penetra em nossas comunidades sem a gente perceber”, afirmou.

As discussões propostas pelo assessor favoreceram a compreensão dos atuais desafios das comunidades de base. Para o animador de comunidade Raimundo Cantuária o encontro foi uma oportunidade de aprendizado.

Animador de comunidade Raimundo Cantuária - (Foto: Márcia Foncesa - Pascom Macapá)

Animador de comunidade Raimundo Cantuária – (Foto: Márcia Foncesa – Pascom Macapá)

“Eu vim aqui para aprender”, disse Raimundo oriundo da comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, pertencente a Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes e localizada na região do Rio Furo Seco, uma ilha do estado Pará. Atuante há 45 anos nas Ceb’s, Raimundo destacou a importância da animação nas comunidades para que elas continuem seu caminho eclesial.

Comunhão

A coordenadora da Equipe Diocesana de Animação às Ceb’s Maria Pantoja, contou que a proposta do Encontrão sempre está em consonância aos temas atuais propostos pela Igreja e as necessidades das comunidades.

Nesta edição, o Encontrão pretende ressoar na vida das comunidades as novas diretrizes da Igreja no Brasil e o Sínodo da Amazônia. “A gente está sempre em comunhão, a partir dos documentos, do Magistério Igreja”, disse a coordenadora ao explicar a escolha do tema.

Maria Pantoja explicou que a proposta do lema também visa recordar as comunidades de que “as coisas novas estão brotando”, como as diretrizes gerais e o próprio Sínodo, para “iluminar este nosso jeito de ser Igreja a partir das Comunidades Eclesiais de Base”.

O destaque à missão proposta para as comunidades reforça a atuação das Ceb’s, segundo a coordenadora. “Nós somos missionários em nossas realidades, mas isto precisa ser trabalhado mais, porque muitas comunidades deixaram [de ser],a missionariedade é de suma importância”, destacou.

Serviço
Diocese de Macapá
Pastoral da Comunicação: (96) 98400-5139
site: www.diocesedemacapa.com.br
Facebook: /diocesedemacapa
(25/11/2019)

Comente

Seu email nao sera publicado. Campos marcados so obrigatorios *

*