Home » Sínodo 2023 na Diocese

Sínodo 2023 na Diocese

Apresentação

Queridos irmãos e irmãs da Diocese de Macapá,

Está chegando em vossas mãos esta simples cartilha para ajudar a participação de todos e todas na preparação ao Sínodo sobre a “Sinodalidade” anunciado pelo Papa Francisco para o mês de outubro de 2023. “Sínodo” e “sinodalidade” são palavras bem antigas da Igreja. Significam, na prática, “CAMINHAR JUNTOS”, algo de muito importante e bonito. “JUNTOS” é o contrário de separados e divididos. Ser exemplares na comunhão e na fraternidade é a maneira mais fácil para testemunhar que acreditamos no Evangelho de Jesus Cristo que anunciou o amor divino do Pai sem exclusões, sectarismos e privilégios. “CAMINHAR” quer dizer andar, peregrinar, abrir novas veredas. Não é suficiente “estarmos juntos”. 

Graças a Deus fazemos isso muitas vezes, a começar pelas nossas Liturgias, quando estamos juntos para celebrar a nossa fé e manter viva a memória de Jesus morto e ressuscitado. “Caminhar juntos” significa ter metas e objetivos comuns. Podem mudar as formas, devido à grande variedade de dons e carismas do Divino Espírito Santo, mas o compromisso da evangelização é aquele de anunciar todos o mesmo Senhor, dando ouvido ao clamor dos pobres, escolhidos por Jesus como primeiros destinatários da Boa Notícia dele (Lc 4,16-21).

Nesta Cartilha encontrarão a Oração do Sínodo, as Palavras-Chave para o Processo Sinodal (COMUNHÃO, PARTICIPAÇÃO e MISSÃO), os Objetivos do Processo Sinodal, as Atitudes para participar, as Armadilhas a serem evitadas e, por fim, “A principal pergunta para a Consulta” e as demais perguntas, organizadas em dez blocos temáticos.

A síntese “diocesana” de todas as contribuições deve caber em dez páginas a serem enviadas à CNBB. Coragem, vamos nos encontrar e responder às perguntas do Questionário. Este “trabalho” de resposta ao Questionário servirá, em primeiro lugar, a nós mesmos, porque, conversando, poderemos chegar a um retrato real da nossa Diocese e apresentar os anseios e as esperanças que nos animam, além de fortalecer o nosso compromisso com a Igreja que “queremos ser” e da qual somos parte ativa e responsável deste o nosso Batismo.

Que São José, nosso padroeiro, zeloso cuidador de Maria e do Menino Jesus, acompanhe os nossos encontros, reavive a nossa fé e sustente o nosso ânimo.

Macapá-AP, 8 de dezembro de 2021,

Solenidade Imaculada Conceição de Nossa Senhora.

+ Dom Pedro José Conti

Bispo diocesano de Macapá